Healthy Woman

Interferência de ondas: construtiva e destrutiva

Figura 1Site1

 

 

Figura 2 Inter3

As figuras 1 e 2 representam interferências de ondas.

 

Todos os átomos, a nível quântico, criam ondas que interagem. Todas as ondas compõem um “campo energético”.  Portanto, não estamos lidando aqui com prótons, nêutrons, massa, enfim, com a estrutura física do átomo. Estamos lidando com “energia”.

Todos os seres vivos interagem através de ondas.  Estas ondas podem sofrer interferência construtiva, quando se somam, ou interferência destrutiva, quando se subtraem, podendo se anular.

Por exemplo: um animal diante de outro animal amedrontador e voraz, que ameaça a sua vida, sente a “vibração” de perigo, não é mesmo?

Boas e más vibrações acontecem o tempo todo com a gente no nosso dia-a-dia. É preciso estarmos atentos, porque as vibrações – hoje sabemos – ATUAM DIRETAMENTE SOBRE O NOSSO DNA! Que incrível! Quem disse que éramos reféns da nossa hereditariedade? Que os genes eram uma coisa e pronto? Foi a crença da ERA DO DETERMINISMO GENÉTICO, que já se foi!!!! Agora estamos na ERA DA EPIGENÉTICA (epi de sobre, como em epiderme; portanto, sobre os genes): somos capazes de atuar sobre os nossos genes até com os nossos pensamentos!!!!

Vamos explicar mais um pouco:

Boas vibrações têm um efeito positivo sobre a gente, dando-nos energia. Imagine que está desanimado, cansado, mas chega num lugar agradável, onde seus amigos estão dançando uma “salsa caribenha” animada e imediatamente aquilo nitidamente lhe dá “energia”. Esta é uma interferência de ondas construtiva. As boas vibrações se somaram às suas e você se sentiu melhor.

Vibrações ruins, por outro lado, nos tiram energia, nos deixam cansados, esgotados. Nunca encontrou uma pessoa e sentiu que nitidamente ela “drenou” a sua energia? Simplesmente porque ocorreu uma interferência de ondas destrutiva. Simples assim.

No contexto saúde, é importante saber que todas as vibrações interferem na estrutura e função de nossas proteínas. Portanto, temos que estar atentos aos “sinais” que percebemos com os nossos sentidos. Estes sinais vêm do meio externo, inclusive através da nossa alimentação, através do olfato, paladar, visão, audição e também através de nossos pensamentos.

Procure compor a sua alimentação com charme e prazer, pois este algo mais que acrescentamos ao simples ato de nos alimentarmos faz toda a diferença! As vibrações positivas literalmente atuam sobre os nossos genes, promovendo saúde.

Inspire-se no meu algo mais: tudo que podemos acrescentar ao nosso dia-a-dia para tornar a vida ainda mais especial!

Falando em ondas que se somam,

lembrei-me do meu amigo Luís

que, todas as vezes que me encontra,

me abraça apertado e diz:

– Que bom te ver!

Exatamente isso: ondas “em fase”,

boas vibrações!

 

Dra Isabela David

Médica nutróloga com Título de Especialista em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Médica Brasileira (AMB)